Entenda as consequências da alta da Selic, a taxa básica de juros

Publicado há 2 meses - Por COOPSEBRAE

O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central realizou o 10º aumento seguido da taxa básica de juros da economia, a Selic.

Se comparar de janeiro de 2021 a maio de 2022, o percentual subiu de 2% para 12,75% ao ano.

O objetivo máximo da alta dos juros é tentar conter a escalada da inflação no país. Em geral, juros mais altos desestimulam a economia pelo lado da demanda e ‘amenizam’ a inflação. Como o crédito fica mais caro, a pessoa física tende a reduzir gastos. Aumentar os juros também tem o poder de atrair investidores para o país. Economias emergentes, como o Brasil, ficam mais interessantes conforme cresce a relação risco-retorno.

fonte: banco central

Outras Notícias